O líder e o cidadão

Por Diego Amaro de Almeida e Lílian de Paula Santos Assim como alguns temem um grande monstro, há outros que temem a democracia. Temor compreensível, caso não tenhamos noção desse importante exercício. Somente dia após dia, estudo atrás de estudo, cases e mais cases, é que venceremos! Afinal, para nadar de braçada, precisamos conhecer. Um […]

Ofensas gratuitas no mundo dos corajosos. Quem é o vilão?

Por Diego Amaro de Almeida e Lílian de Paula Santos Entende-se pelo sujeito VOCÊ do texto um ser genérico, ilustrativo, apenas reflexivo).   Parte de mim curte sua postagem. Parte de mim o repudia. Parte de mim vota em sua causa, outra parte o sabota pelas costas.   Afinal, que ser humano sou eu?   […]

Um prêmio para quem agradar a gregos e troianos

Os públicos nas redes sociais Diego Amaro de Almeida e Lilian de Paula Santos   Aqueles que desejam entrar para o “mundo” das redes sociais enfrentaram diversos desafios. Sem dúvida, um dos maiores deles é a relação com o “gosto” público. Uma velha expressão pode nos ajudar a refletir sobre o tema: “Não é possível […]

A Casa Euclides da Cunha

Euclides da Cunha teve seu primeiro contato com o Vale do Paraíba Paulista logo após sua formatura, em 1892, na Escola Superior de Guerra, quando foi designado a trabalhar na Estrada de Ferro Central do Brasil, no trecho paulista da capital à cidade de Caçapava. Em 1895, entra para a superintendência de obras públicas do […]

Um novo mundo para as profissões – em defesa de um futuro

Diego Amaro de Almeida Lilian de Paula Santos “A eterna busca por tudo aquilo que ainda não existe, mas que certamente existirá; do que ainda não é necessário, mas será. É um misto de receio do desconhecido, um receio de ameaças e oportunidades que nos lança à busca de antecipações dos próximos movimentos da história.” […]

O ano professor – Será que a vida ficou nos devendo 1 ano?

Por Diego Amaro de Almeida e Lilian de Paula Santos O ano de 2020 passou num sopro, e nós voltamos aqui para fazer uma reflexão pública sobre os acontecimentos do ano, o que, sem dúvidas, é um belo exercício. Acreditamos que todos deveriam fazê-lo ao final de cada ciclo. Como disse o poeta Mário Quintana: […]